Pages

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

VALOR SEMÂNTICO DOS CONECTIVOS (Atualizado)

            Preposição é uma classe de palavras com o objetivo de ligar palavras e orações. Nessas ligações, as preposições podem, ou não, acrescentar valor semântico ao período.

Preposições que são apenas uma exigência do termo antecedente, isto é, que não acrescentam qualquer valor semântico, são chamadas de relacionais. As preposições relacionais introduzem o objeto indireto ou o complemento nominal.

Exemplos:
Necessito de chocolate. (de chocolate = objeto indireto)
Ele é essencial para o grupo. (para o grupo = complemento nominal)

            Nos exemplos acima, note que as preposições ocorrem tão-somente em função da exigência feita pelo verbo “necessitar” e pelo adjetivo “essencial”, respectivamente.

Porém, há casos em que as preposições acrescentam valor semântico, relações de significado, sendo denominadas preposições nocionais. As preposições nocionais introduzem o adjunto adnominal e o adjunto adverbial.

Exemplos:
Morre-se muito na violência de São Paulo. (de São Paulo = adjunto adnominal)
O arcebispo viajou para o Vaticano. (para o Vaticano = adjunto adverbial)

            Nos exemplos acima, as preposições acrescentam “de” e “para” aos respectivos períodos os valores de posse e de destino.

            Por ser um assunto de extrema relevância em provas, demonstraremos as preposições nocionais mais recorrentes.

  • A
A persistirem os sintomas, o médico deve ser consultado. (condição)
O filho puxou ao pai. (conformidade, semelhança)
Nas férias passadas, viajamos a Roma. (destino)
Candidatos, façam a prova a caneta. (instrumento)

  • COM
Os moradores perderam tudo o que tinham com as enchentes. (causa)
Amanhã sairei com amigos. (companhia)
No próximo domingo, o Flamengo jogará com o Botafogo. (oposição)
A idosa bateu no ladrão com a bengala. (instrumento)
A moça estava atrasada; caminhava com pressa. (modo)
Com certeza, iremos ao teatro no feriado. (afirmação)
No sistema capitalista, as pessoas somente sobrevivem com recursos. (condição)

  • DE
Saí de casa. (origem)
Falaram de você. (assunto)
Veio de táxi. (meio)
A menina chorou de raiva. (causa)
Os siris andam de lado. (modo)
Voltemos de noite. (tempo)
Comprei um relógio de ouro. (matéria)
Aquele livro é de Marcelo. (posse)
Ontem, bebemos dois copos de vinho. (conteúdo)
Estou sob a mesa. (lugar)
O bicheiro caminhava de anel no dedo. (companhia)

 
  • EM
Hoje à noite, estarei em casa. (lugar)
Formou-se em Direito. (especialidade)
O relógio é feito em ouro. (matéria)
Tenho que apresentar o tema em quinze minutos. (tempo)

  • PARA
O bombeiro veio para socorrê-lo. (finalidade)
Viajou para a Itália. (destino)
Para João, Flamengo é o melhor time do campeonato. (conformidade)
É proibida a venda de bebidas para menores de dezoito anos. (restrição)

  • POR
Comprei o livro por cem reais. (preço)
Distantes, os namorados falavam-se por internet. (meio)
Viajamos por diversas cidades. (lugar)
“Eu sei que vou te amar / por toda a minha vida” (tempo) – Vinícius de Moraes


Exercícios

1. A preposição DE traduz FINALIDADE no verso:

a) “Andar e pilotar um pássaro de aço”;
b) “O pai de anel no dedo e dedo na viola”;
c) “Com votos da família de uma vida feliz”;
d) “Um dia de tristeza me faltou o velho”;
e) “E que vontade de tocar viola de verdade”.

2. Assinale a assertiva em que a preposição COM exprime a mesma ideia que possui em “Surge a lua cheia para chorar com os poetas”.
a) O menino machucou-se com a faca.
b) Ela se afastou com um súbito choro.
c) Tinha empobrecido com as secas.
d) Deve-se rir com alguém, não de alguém.
e) Ele se confundiu com a minha resposta.


Gabarito:

1. C
2. D

30 comentários:

  1. ótimo post,amei os vídeos

    ResponderExcluir
  2. Excelente! Simples e esclarecedor!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!!! Gostei. :)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, obrigada me ajudou muito!!! ;D

    ResponderExcluir
  5. Muuito bom Titio.Feliz por vc.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada!
    Parabéns.
    Continue por favor.
    Abraços
    Cris

    ResponderExcluir
  7. muito bom me ajudou em um trabalho dificil

    ResponderExcluir
  8. muito bom, me ajudou a entender mais sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  9. nossa adorei as explicaçoes, simples e obejetivas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só uma correção: "objetivas" é a forma correta. Abraços e obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
  10. Valeu ! Tirei 8,5
    e Antes tirava 6,4!!
    Valeu mesmoo! Gostei do Post

    ResponderExcluir
  11. Nota 10. Muito bom mesmo!!!

    ResponderExcluir
  12. Suas dicas simples e esclarecedoras me ajudaram bastante! Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  13. valeu! ajudou muitoo!!!!

    ResponderExcluir
  14. Curti muito as explicações, o conteúdo foi apresentado de uma forma clara e objetiva, porém, acredito que poderiam ter mais questões.

    ResponderExcluir
  15. Professor, tenho uma dúvida em relação ao valor semântico de duas preposições.
    Poderia enviar minhas dúvidas?

    ResponderExcluir
  16. Tava precisando... vou fazer um concurso e esse assunto sempre me deu um "nó no cérebro"... Obrigada

    ResponderExcluir
  17. Muito interessante. Direto e objetivo, perfeito!

    ResponderExcluir
  18. Caro professor, gostaria de contribuir com o seu artigo, se você me permitir.

    1. Acrescentei mais um valor nocional `a preposição "A": noção de direção.

    Ex: Na estrada, virei a direita, mas era para dobrar a esquerda.

    2. Exclui a preposição "sob" do conjunto da preposição "de" e formei o conjunto das preposições "sob" e "sobre".

    3. Acrescentei a noção de "posição" às preposições do item 2.

    Ex: A caneta está sob o papel.

    Noção de lugar: se trocarmos o "sob" pela expressão " em baixo de" e "sobre" pela expressão "em cima de".
    Noção de posição: se trocarmos o "sob" pela expressão "abaixo de" e "sobre" pela expressão "acima de".

    Espero ter contribuído de alguma forma. Um abraço.

    ResponderExcluir